Antiinflamatorios



Budiair

Indicação

Para quê serve Budiair?

BUDIAIR é indicado para tratamento de asma brônquica e outras doenças obstrutivas crônicas das vias respiratórias, em adultos e crianças.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

BUDIAIR é contraindicado em caso de gravidez confirmada ou presumida, durante a amamentação e em casos de hipersensibilidade individual conhecida à budesonida, tuberculose pulmonar e outras infecções por bactérias virais e micóticas por meio das vias aéreas.

Posologia

Como usar Budiair?

A posologia do BUDIAIR deve ser adaptada a cada paciente, com relação à gravidade da asma e à fase do tratamento.

Adultos: nos casos de asma grave, no início da terapia com corticosteróides por via inalatória ou em curso de diminuição ou suspensão da terapia com corticosteróides por via oral, a posologia aconselhada é de 200 microgramas (1 dose), 2 a 4 vezes ao dia. A dose de manutenção é individual e deve ser a dose mínima que permita a ausência de sintomas; usualmente, é suficiente uma dose (200 mcg) por dia.

Crianças: Em geral, 200 microgramas (1 dose) ao dia. Em caso de necessidade, a posologia pode ser aumentada até 400 mcg ao dia.

Efeitos Colaterais

Quais os males que este medicamento pode me causar?

Podem ocorrer irritações da garganta, rouquidão, diminuição da voz, ressecamento da garganta e alteração do paladar, náuseas e infecção por Cândida na orofaringe. A frequência destes efeitos pode aumentar com a dosagem. O surgimento de infecções por fungos pode ser minimizado enxaguando-se regularmente a boca após cada aplicação. O uso prolongado do produto pode determinar uma supressão do eixo entre hipófise e supra-renal que pode tornar-se evidente no momento da suspensão da terapia que, portanto, deve acontecer de modo gradual.

Advertências e precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Os pacientes devem ser informados da forma correta do uso do inalador. O BUDIAIR constitui um tratamento básico da doença asmática, portanto, deve ser utilizado regularmente nas doses prescritas até quando o médico considerar conveniente.

Em caso de úlcera no aparelho digestivo, é preciso ter uma atenta vigilância sobre o paciente durante todo o tratamento.

BUDIAIR deve ser utilizado somente através da inalação oral.

Uso na gravidez e aleitamento. É desaconselhado o uso de BUDIAIR, sobretudo nos primeiros três meses de gestação, pois não existem dados suficientes sobre a segurança do emprego da budesonida ou do propelente HFA 134a durante a gravidez. Não se sabe se a budesonida é excretada pelo leite materno, portanto, a título de precaução e como em geral aconselha-se para todos os corticosteróides, é preferível não administrar BUDIAIR durante o período de aleitamento.

Estudos sobre os efeitos do propelente HFA 134 a sobre a função de reprodução e sobre o desenvolvimento embrionário do feto em animais, não mostraram efeitos adversos clinicamente relevantes. É, portanto, improvável que sejam verificados efeitos adversos no ser humano.

"Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica."

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento?

A superdosagem com BUDIAIR é extremamente improvável e geralmente não provoca problemas clínicos de grande importância.

Composição

Cada dose (jato) contém:

Budesonida: 200 mcg Excipientes: etanol, glicerol e HFA 134a (norfluorano).

O produto não contém substâncias prejudiciais para a camada de ozônio.

Laboratório

Indústria Brasileira