Antiinflamatorios



Tiloxican

Indicação

Para quê serve Tiloxican?

Tratamento inicial das seguintes doenças inflamatórias e degenerativas, dolorosas do sistema músculoesquelético: artrite reumatóide; osteoartrite; artrose; espondilite anquilosante; afecções extra-articulares, como por exemplo, tendinite, bursite, periartrite dos ombros (síndrome ombro-mão) ou dos quadris; distensões ligamentares e entorses; gota aguda; dor pós-operatória.

Contraindicações

Quando NÃO devo usar este medicamento?

Pacientes com reconhecida hipersensibilidade à droga. Pacientes nos quais os salicilatos ou outros anti-inflamatórios não esteróides tenham induzido sintomas de asma, rinite ou urticária. Pacientes que sofram ou que sofreram de doenças graves do trato gastrintestinal superior, incluindo a gastrite, úlcera duodenal e gástrica.

Posologia

Como usar Tiloxican?

Para todas as indicações, exceto na dor pós-operatória e gota aguda, recomenda-se 20 miligramas uma vez ao Dia. na dor pós-operatória, a dose recomendada é de 40 mg, uma vez ao dia, durante 5 dias e nas crises agudas de Gota a dose recomendada é de 40 miligramas uma vez ao dia durante 2 dias e, em seguida, 20 miligramas diários durante os Próximos 5 dias.

Os comprimidos de tiloxican devem ser tomados com um pouco de água. recomenda-se o uso do tiloxican Durante ou imediatamente após uma refeição.

A posologia detalhada para doenças crônicas, pacientes idosos, com doença renal ou hepática é apresentada na Bula do medicamento.

Advertências e precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

É importante controlar adequadamente as funções cardíaca e renal (BUN, creatinina, aparecimento de edemas, aumento de peso, etc.) quando da administração de TILOXICAN a pacientes com potencial de risco para desenvolver insuficiência renal, tais como: doença renal pré-existente, insuficiência renal em diabéticos, cirrose hepática, insuficiência cardíaca congestiva, hipovolemia, uso concomitante de drogas com conhecido potencial nefrotóxico, diuréticos e corticosteróides. Este grupo de pacientes necessitam um acompanhamento especial durante o período pós-operatório e de convalescença. O tenoxicam inibe a agregação plaquetária e pode ocasionar perturbação na hemostasia. Pacientes com distúrbios da coagulação ou que estejam recebendo drogas que possam interferir com a hemostasia devem ser cuidadosamente observados quando do uso do TILOXICAN. Pacientes em tratamento com TILOXICAN que apresentem sintomas de doenças gastrintestinais devem ser cuidadosamente monitorados. O tratamento com TILOXICAN deve ser imediatamente suspenso caso se observe ulceração péptica e sangramento gastrintestinal. Caso ocorra reações cutâneas graves (p.ex. Síndrome de Lyell ou Síndrome de Stevens-Johnson) o tratamento deve ser imediatamente suspenso. Recomenda-se exame oftalmológico em pacientes que desenvolvam distúrbios da visão. Recomenda-se cautela quando os níveis de albumina plasmática estiverem muito abaixo do normal. TILOXICAN pode mascarar os sintomas usuais de infecção.

Uso durante a gravidez e lactação: não existem dados sobre a segurança do TILOXICAN durante a gravidez. O tratamento crônico durante o último trimestre da gravidez deve ser evitado. Deve-se suspender o aleitamento ou o tratamento com TILOXICAN. Pacientes que apresentem reações adversas tais como vertigens, tontura ou distúrbios visuais devem evitar dirigir veículos ou manuseio de máquinas que requeiram atenção.

Salicilatos e outros anti-inflamatórios não esteróides: o tratamento concomitante com estas drogas deve ser evitado devido ao risco aumentado de reações adversas gastrintestinais. Metotrexato: a administração concomitante tem sido associada a uma redução da secreção tubular renal do metotrexato, a um aumento das concentrações plasmáticas do metotrexato, bem como a uma toxicidade severa desta mesma substância. Lítio: a administração concomitante destas duas substâncias pode ocasionar um aumento das taxas plasmáticas e da toxicidade do lítio.

Diuréticos: TILOXICAN não pode ser administrado concomitantemente com diuréticos poupadores de potássio.

Tenoxicam atenua o efeito da hidroclorotiazida na redução da pressão sanguínea. Bloqueadores alfa-adrenérgicos e inibidores da ECA: o tenoxicam pode reduzir o efeito anti-hipertensivo destas drogas. Anticoagulantes ou antidiabéticos orais: recomenda-se controlar cuidadosamente pacientes que estiverem recebendo concomitantemente estas drogas.

Com base em estudos clínicos que incluíram um grande número de pacientes, TILOXICAN foi geralmente bem tolerado na dose recomendada. Em geral, as reações adversas relatadas foram brandas e transitórias. Somente em uma pequena proporção de pacientes foi necessário interromper o tratamento devido a reações adversas. As reações mais frequentes são: desconforto gástrico, epigástrico e abdominal, dispepsia, pirose, náusea. Vertigem e cefaléia.

Apresentação

10 comprimidos 20 miligramas

Venda

Venda sob prescrição médica

Introdução

Tiloxican Tenoxicam Reg. M.S. nº 1.0047.0256

Laboratório

HEXAL DO BRASIL Ltda.